Livro da Bolsa

I – Gráficos - Gráficos de Ponto e Figura (Point and Figure Charts) - Construção de Gráficos de Ponto e Figura
Índice   •   Anterior   •   158 - 159 - 160 - 161 - 162 - 163 - 164 - 165   •   Seguinte
a multiplicação desses dois valores, ou seja, três caixas
com 0,20€ cada, concluindo-se que seria necessária
uma variação de preços de 0,60€ no sentido contrário
do representado pelas caixas actuais, para que se
verificasse uma nova coluna, ou seja, se estivéssemos
numa coluna de caixas de subida, ou seja “
X
", seria
preciso uma queda de 0,60€ neste caso, para se
começar a desenhar uma nova coluna de “
O
",
representando uma coluna de quedas de preços.
Como os preços têm de inverter a sua direcção com um
número mínimo de caixas correspondente ao critério de
reversão, o número mínimo de caixas “
X
" ou caixas “
O
"
que podem aparecer em cada coluna nova, será o valor
desse critério de reversão, não havendo colunas com
um número inferior de caixas, pois se não há um
número de caixas no sentido inverso de preços
correspondente ao valor do critério de reversão, uma
nova coluna nunca seria criada, em primeiro lugar.
Uma mudança de coluna, e consequentemente, a
passagem do uso de um tipo de caixas para outro,
conforme se são movimentos de subida ou queda de
preços, representa uma mudança na tendência de
preços.
Ou seja, quando começa a haver uma coluna com
caixas “
X
", é sinal de que os preços estão numa
tendência de subida de preços e a subir cada vez mais,
e quando aparece uma coluna com caixas “
O
", é sinal
de que estaremos em tendências de queda de preços,
onde eles estarão a mover-se cada vez mais abaixo na
escala de preços.
www.LivroDaBolsa.com
Pág.
162
Nota: Estas páginas poderão conter alguns erros de escrita devido à conversão automatizada para HTML, bem
como perda de qualidade das imagens, mas poderá ver a versão correcta e mais legível na versão PDF do livro.
Estas páginas em versão HTML não foram também preparadas para serem abertas no navegador IE.

Livro da Bolsa