Livro da Bolsa

V – Padrões das Velas Japonesas - Harami
Índice   •   Anterior   •   523 - 524 - 525 - 526   •   Seguinte
Hammer
em Posição
Harami
, por exemplo, se ele
estiver dentro desse
range
do corpo da vela anterior.
O
termo
Harami
provém da ideia de que a primeira vela
poderá estar “grávida" da segunda vela, dando assim à
luz uma nova tendência, que virá após este padrão.
A primeira vela tem normalmente um corpo longo que
poderá ser branco ou negro, e a segunda um corpo
muito mais pequeno que o anterior e que tem
normalmente a cor inversa.
As sombras da segunda vela, não têm de estar contidas
no
range
do
corpo da primeira para que seja
considerada de
Harami
, mas é preferível que estejam, o
que irá dar mais força ao padrão.
A segunda vela é formada normalmente por uma
Doji
ou um
Spinning Top
, porque os
Spinning Tops
têm
pequenos corpos, mas quando a
Harami
é formada por
uma
Doji
, será nesse caso chamada de
Harami Cross
(Cruz
Harami
), e aí iria aumentar a probabilidade da
tendência reverter, dando mais força ao padrão.
Em termos comportamentais a nível dos
traders
que
agiram nessa vela, não há muito a deduzir que explique
o porquê deste padrão ser normalmente sinal de
inversão de tendências, a não ser possivelmente o facto
de após uma vela longa no sentido da tendência actual,
aparecer uma vela que abre dentro do corpo da anterior
sem grandes movimentos e até revelando indecisão e
falta de força nos mercados, demonstrando sinais de
possível inversão e perda de força da tendência actual,
sendo que no caso de a vela
Harami
ser uma
Doji Star
,
ainda se poderia acrescentar que haveria indecisão
acrescida dos
traders
visível na vela, será natural
esperar-se uma inversão de tendência.
Concluindo, é uma vela bastante fácil de reparar e
identificar e que regra geral vem a sinalizar que a
tendência actual acabou e com isso ajudar-nos a decidir
www.LivroDaBolsa.com
Pág.
525
NOTA:
As sombras da segunda
vela não têm
obrigatoriamente de estar
contidas no
range
do
corpo da primeira vela
para que o padrão seja
considerado como
Harami
, mas é preferível
que estejam pois se
estiverem darão mais
força ao padrão. A
segunda vela, que seria
neste caso o bebé, é
formada normalmente
por uma
Doji
ou por um
Spinning Top
, dado que
têm ambas corpos
pequenos
(ou
possivelmente
inexistentes com a
Doji
),
mas quando a
Harami
é
formada por uma
Doji
,
será aí chamada de
Harami Cross
(Cruz
Harami
) e dará nesse
caso ainda mais força ao
padrão havendo mais
probabilidades de
reversão de tendência.
Esta segunda vela
costuma ter cor inversa à
da primeira vela mas não
é obrigatório que assim
seja.
Nota: Estas páginas poderão conter alguns erros de escrita devido à conversão automatizada para HTML, bem
como perda de qualidade das imagens, mas poderá ver a versão correcta e mais legível na versão PDF do livro.
Estas páginas em versão HTML não foram também preparadas para serem abertas no navegador IE.

Livro da Bolsa