Livro da Bolsa

V – Padrões das Velas Japonesas - Reversão Chave (Key Reversal)
Índice   •   Anterior   •   504 - 505 - 506 - 507   •   Seguinte
A fiabilidade deste padrão está ligada à força da
tendência anterior, quando mais forte essa tendência
anterior, mais fiável será esse padrão de reversão.
Se virmos este padrão de um ponto de vista mais
lógico, quando mais forte essa tendência anterior for,
mais difícil é de prever que possa acontecer o que se
passa neste padrão, que como se vê em cima, seria de
abrir acima do Fecho da vela anterior estabelecendo
novos máximos e depois fechar abaixo do Mínimo da
vela anterior.
Logicamente, se quanto mais forte for a tendência
actual, mais difícil é que esse padrão aconteça, se
acontecer mesmo é porque há muita força oposta à da
tendência e muitas possibilidades de vir a haver mesmo
a tal inversão, pelo que se torna directamente
proporcional a fiabilidade do padrão (e chances de a
tendência inverter mesmo) à força da anterior
tendência.
Este padrão agudo de reversão que ocorre durante uma
tendência deve ter algumas características para que
possa ser considerado como tal:
O seu valor de Abertura deve estar acima do
valor de Fecho da última vela;
Deve atingir um novo valor Máximo;
O seu Fecho deve ser abaixo do valor Mínimo
da vela anterior;
(Isto aplica-se ao caso de estarmos a falar de um
padrão que ocorre numa tendência de subida, se
for durante uma tendência de queda deverão ser
características opostas, após uma queda).
Resumindo, num
Key Reversal Day
, há um padrão de
reversão agudo que ocorre durante uma tendência, num
dia em específico que será o dia chave para a inversão.
www.LivroDaBolsa.com
Pág.
506
Nota: Estas páginas poderão conter alguns erros de escrita devido à conversão automatizada para HTML, bem
como perda de qualidade das imagens, mas poderá ver a versão correcta e mais legível na versão PDF do livro.
Estas páginas em versão HTML não foram também preparadas para serem abertas no navegador IE.

Livro da Bolsa