Livro da Bolsa

IV – Linhas de Tendência - Algumas Considerações Sobre as Linhas de Tendência
Índice   •   Anterior   •   431 - 432 - 433 - 434 - 435   •   Seguinte
também uma questão de julgamento do próprio
analista a escolha das linhas de tendência mais
importantes e a seguir, dependendo deste
julgamento o sucesso das futuras ordens dadas.
Prática necessária
– Tendo em conta os dois
pontos anteriores, é importante saber que, apesar
de as linhas de tendência serem das ferramentas
de Análise Técnica mais fáceis de entender e
visualizar num gráfico, acaba por ser necessária
bastante mais experiência e prática antes de um
analista poder construí-las ou até interpretá-las
bem.
Assim, acaba por ser mais fácil aplicar um
determinado indicador a um gráfico, como uma
média móvel, um estocástico, ou outro, pois basta
colocar e se necessário definir parâmetros, do que
propriamente definir linhas de tendência ou criar
canais, descobrir linhas de suporte ou resistência,
etc.
Importância de uma linha de tendência
– Uma
boa e válida linha de tendência representará bem a
tendência subjacente dos preços no gráfico, e
representa assim uma boa zona de suporte e/ou
resistência em diversos períodos de tempo.
A sua importância é medida por vários factores,
como o comprimento da mesma, ou seja a sua
duração, a inclinação da mesma, e também a
quantidade de vezes que os preços tocam na
mesma ou se aproximam dela, sendo que quanto
mais vezes os preços reagirem bem à mesma, mais
importância ela ganha.
Rompimentos e quebras das linhas de
tendência
– Os rompimentos e quebras das linhas
de tendência são normalmente quando válidas ou
uma interrupção temporária na tendência actual, ou
uma inversão da mesma.
www.LivroDaBolsa.com
Pág.
434
Nota: Estas páginas poderão conter alguns erros de escrita devido à conversão automatizada para HTML, bem
como perda de qualidade das imagens, mas poderá ver a versão correcta e mais legível na versão PDF do livro.
Estas páginas em versão HTML não foram também preparadas para serem abertas no navegador IE.

Livro da Bolsa