Livro da Bolsa

IV – Linhas de Tendência - Falsos Sinais, Falsos Rompimentos, Spikes e Filtros
Índice   •   Anterior   •   423 - 424 - 425 - 426 - 427 - 428 - 429 - 430   •   Seguinte
Vejamos aqui um exemplo de algo que será reconhecido
de imediato como
spike
num activo relacionado com o
índice
Dow Jones
:
Se virmos, no gráfico acima, houve uma variação de
uns cerca de 8%, mas acabando por fechar bem
próximo dos níveis iniciais com apenas 2% ou 3% de
quebra, e tendo recuperado nos dias seguintes, mas
voltando como esperado a testar novamente os níveis,
mas algum tempo mais tarde.
Claro que este
spike
é visível nesta escala temporal e
não será a mesma coisa noutras, e não foi investigada a
razão desta variação durante a escrita desta obra,
sendo que este gráfico foi pura e simplesmente
procurado num gráfico para poder apenas dar um
exemplo do que acontece com os preços e que pode
provocar assim variações bruscas mas sem grande
apoio por parte dos investidores, no dia a dia.
Neste caso foi uma variação brusca, e voltou-se pouco
depois aos níveis iniciais, e só mais tarde já com
consistência é que se acabou por voltar a esses níveis.
De qualquer das formas, nunca devemos evitar estar
atentos e dar importância a qualquer um destes sinais,
dado que os rompimentos válidos de uma linha de
tendência ou canal são muitas vezes feitos com rapidez,
força e volume, e nesses casos não tomar em atenção
www.LivroDaBolsa.com
Pág.
426
Nota: Estas páginas poderão conter alguns erros de escrita devido à conversão automatizada para HTML, bem
como perda de qualidade das imagens, mas poderá ver a versão correcta e mais legível na versão PDF do livro.
Estas páginas em versão HTML não foram também preparadas para serem abertas no navegador IE.

Livro da Bolsa