Livro da Bolsa

III – Suportes e Resistências - As Bull Traps
Índice   •   Anterior   •   286 - 287 - 288 - 289 - 290 - 291 - 292 - 293 - 294 - 295 - 296   •   Seguinte
Como podemos ver no exemplo acima, nesta tendência
de queda, tanto os suportes como as resistências vão
sendo cada vez mais baixos, ajudando as resistências a
impor barreiras cada vez mais abaixo às subidas de
preços, fazendo-os cair, e os suportes sendo quebrados
constantemente, não conseguindo evitar essas quedas.
Chegamos contudo a uma altura, a meio da tendência
de queda, em que curiosamente, após uma normal
retracção dos preços face a uma das resistências, os
preços acabam mesmo por romper essa resistência, o
que faz com que alguns
bulls
do mercado acreditem
tratar-se de uma inversão da tendência de descida
actual e abrirem ou reforçarem posições longas no
mercado, apostando na subida dos preços, caindo assim
numa armadilha de
bulls
, uma
bull trap
.
Contudo, os novos níveis de preços acabam por não ser
afinal sustentáveis, e dá-se um
Traders’ Remorse
,
acabando os preços por voltar novamente para níveis
abaixo desse suporte, que actua posteriormente como
resistência novamente, e continuando os preços o seu
caminho de descida, de acordo com a tendência actual.
Assim deu-se uma
bull trap
, tendo sido apanhados nela
alguns
bulls
desprevenidos a meio de uma tendência de
descida de preços,
bulls
estes que julgavam estar
perante uma inversão de tendência.
Vamos ver mais abaixo exemplos reais de algumas
armadilhas no dia a dia do câmbio Euro/Dólar onde
alguns
bulls
acabam por cair.
www.LivroDaBolsa.com
Pág.
288
Nota: Estas páginas poderão conter alguns erros de escrita devido à conversão automatizada para HTML, bem
como perda de qualidade das imagens, mas poderá ver a versão correcta e mais legível na versão PDF do livro.
Estas páginas em versão HTML não foram também preparadas para serem abertas no navegador IE.

Livro da Bolsa