Livro da Bolsa

III – Suportes e Resistências - Introdução às Bull Traps e Bear Traps
Índice   •   Anterior   •   279 - 280 - 281 - 282 - 283   •   Seguinte
Aqui
não fugimos à regra, como iremos ver de seguida,
com estas “armadilhas" para os touros (
bulls
) e ursos
(
bears
) do mercado.
As
Bull Traps
e as
Bear Traps
são no fundo falsas
penetrações nas resistências e suportes (“
false
breakouts
", na Língua Inglesa), que levam os
bulls
ou
os
bears
a crerem que podem entrar no mercado e
fazerem lucro e depois verem as suas aspirações irem
por água abaixo e acabarem por terem prejuízo por
terem seguido um sinal de compra ou venda falso.
Sempre que uma resistência é rompida ou um suporte
quebrado, e depois os
traders
chegam a um consenso
de que esses novos níveis de preços atingidos não são
viáveis, há o tal
Traders’ Remorse
que estudamos
acima, e aí, pode-se dizer que houve uma “armadilha"
que conseguiu capturar alguns
traders
, ou
bulls
ou
bears
do mercado.
Vejamos agora exemplos do que seriam uma
bull trap
e
uma
bear trap
, com respectiva indicação dos pontos
quer dos pontos em que a linha horizontal representou
um suporte, quer os pontos em que a linha horizontal
representou uma resistência.
Vejamos um exemplo de uma
bear trap
:
www.LivroDaBolsa.com
Pág.
281
NOTA:
As
Bull Traps
e as
Bear
Traps
são no fundo como
o próprio nome diz,
armadilhas para os
bulls
e
bears
que acontecem
durante
falsas
penetrações a suportes e
resistências, ou “
false
breakouts
" em Inglês,
onde
bulls
e
bears
deixam-se levar por
penetrações que se
revelam mais tarde
falhadas e acabam por
verem as suas aspirações
serem levadas por água
abaixo e terem prejuízos,
ocorrendo assim as
bear
traps
nas penetrações de
suportes e as
bull
traps
nas penetrações de
resistências.
Nota: Estas páginas poderão conter alguns erros de escrita devido à conversão automatizada para HTML, bem
como perda de qualidade das imagens, mas poderá ver a versão correcta e mais legível na versão PDF do livro.
Estas páginas em versão HTML não foram também preparadas para serem abertas no navegador IE.

Livro da Bolsa