Livro da Bolsa

II – A Tendência - Estudo de Tendências em Gráficos Reais e o Zig Zag
Índice   •   Anterior   •   207 - 208 - 209 - 210 - 211 - 212 - 213 - 214 - 215 - 216 - 217 - 218 - 219   •   Seguinte
as linhas de acordo com as oscilações dos mercados,
poderemos ter linhas representando tendências
primárias, que são as que terão menos linhas e mais
longas, secundárias, que terão já mais linhas que as das
tendências primárias e mais curtas, e as tendências
menores, que terão ainda mais linhas e ainda mais
curtas, aproximando-se mais da própria acção dos
preços, e podendo ter a duração de apenas algumas
velas.
Vamos
em primeiro lugar ver um gráfico semanal do
par cambial Euro/Dólar, correspondendo ao período de
tempo entre 1991 e 2004, em que definimos um valor
mínimo para o indicador
Zig Zag
suficientemente
elevado para que ele filtrasse as pequenas variações de
preço que vão acontecendo pelo meio, e assim
desenhar com linhas rectas o que podemos considerar
como sendo uma tendência primária:
Como vimos acima, foi fácil identificar através das
linhas desenhadas por este indicador, quais as
variações de preço de certa forma mais importantes
durante aquele período de tempo.
Se em vez de olharmos para as velas que representam
os movimentos de preço propriamente ditos, olharmos
simplesmente para aquelas linhas rectas, temos uma
ideia mais perceptível do que se passou durante aqueles
anos com os preços.
www.LivroDaBolsa.com
Pág.
210
NOTA:
No
Zig Zag
, alterando o
valor mínimo para a
reversão de tendência,
poderemos achar valores
que façam com que ele
desenhe tendências
primárias, secundárias,
ou outras para nossa
análise dos mercados
nesse período.
Nota: Estas páginas poderão conter alguns erros de escrita devido à conversão automatizada para HTML, bem
como perda de qualidade das imagens, mas poderá ver a versão correcta e mais legível na versão PDF do livro.
Estas páginas em versão HTML não foram também preparadas para serem abertas no navegador IE.

Livro da Bolsa