Livro da Bolsa

I – Gráficos - O Volume
Índice   •   Anterior   •   26 - 27 - 28 - 29 - 30 - 31 - 32   •   Seguinte
Aqui está o gráfico mencionado agora com o Volume:
Como pudemos ver no gráfico acima, o Volume foi
inserido na parte inferior do gráfico, por baixo das
linhas que representam as variações de preços nesses
períodos, mas em forma de pequenas linhas verticais,
com a sua escala de valores do lado direito, separada
da escala de preços do câmbio, que poderemos ver
mais acima, mas em caso de mistura de escalas seria
normalmente escondida do gráfico.
Neste tipo de gráficos, não nos é muito relevante
verificar que valor cada linha do Volume representa
exactamente, mas sim a variação do Volume de dia
para dia, ou seja, verificar se o Volume sobe ou cai ao
mesmo tempo que acontecem certos movimentos de
preços, podendo assim esse dado novo confirmar se
esses movimentos de preços terão alguma consistência
e importância ou não.
Por exemplo, se acontece um movimento de preços
forte como por exemplo uma subida, e verificamos que
o Volume aumenta de forma significativa, podemos ver
que há entrada de mais capital do que é normal no
mercado, há mais transacções, e que por isso essa
subida se deve realmente à actividade dos
traders
em si
e ao interesse dos mesmos, provando de certa forma
www.LivroDaBolsa.com
Pág.
28
NOTA:
O Volume tem uma
escala própria, que ou é
misturada com a escala
dos preços e
normalmente escondida,
ou como no exemplo do
lado é separado numa
área à parte mantendo
assim a sua escala
visível.
NOTA:
O Volume pode mostrar-
nos de certa forma a
importância de cada
movimento de preços,
pelo que movimentos
com baixo volume
tenderão a ser menos
relevantes e importantes.
Nota: Estas páginas poderão conter alguns erros de escrita devido à conversão automatizada para HTML, bem
como perda de qualidade das imagens, mas poderá ver a versão correcta e mais legível na versão PDF do livro.
Estas páginas em versão HTML não foram também preparadas para serem abertas no navegador IE.

Livro da Bolsa