Livro da Bolsa

I – Gráficos - Gráficos de Velas Japonesas - Adaptação de Dados Históricos para Poderem ser Representados por Velas Japonesas
Índice   •   Anterior   •   125 - 126 - 127 - 128 - 129 - 130 - 131 - 132 - 133 - 134 - 135 - 136 - 137 - 138 -    •   Seguinte
Adaptação de dados históricos para poderem ser
representados por Velas Japonesas
Um gráfico de Velas Japonesas, para ser formado
correctamente, precisa de ter quatro valores por vela,
como já vimos antes, os valores de Abertura, Máximo,
Mínimo e o de Fecho.
Agora pode acontecer um determinado entrave quando
queremos representar dados de outras origens sob a
forma de Velas Japonesas, é o de que há mercados, e
históricos de dados também, que não contém todos
estes quatro valores.
Além de certos históricos de certos activos financeiros
obtidos em determinados lugares poderem vir sem um
ou mais destes valores, também há mercados onde um
dos quatro valores principais é descartado como aqueles
que descartam ou descartavam no passado o valor de
Abertura das velas, e que usam ou usavam Gráficos de
Barras
HLC
apenas, contando apenas com os valores de
Máximo, Mínimo e Fecho nas suas barras.
Como formar então um gráfico de Velas Japonesas a
partir de um histórico obtido de um Gráfico de Barras
HLC
.
Vejamos primeiro um exemplo de dados obtidos do
histórico do câmbio Euro/Dólar:
www.LivroDaBolsa.com
Pág.
125
Nota: Estas páginas poderão conter alguns erros de escrita devido à conversão automatizada para HTML, bem
como perda de qualidade das imagens, mas poderá ver a versão correcta e mais legível na versão PDF do livro.
Estas páginas em versão HTML não foram também preparadas para serem abertas no navegador IE.

Livro da Bolsa