Livro da Bolsa

V – Padrões das Velas Japonesas - Conclusão Sobre as Velas Japonesas
Índice   •   Anterior   •   556 - 557 - 558 - 559 - 560 - 561 - 562 - 563   •   Seguinte
Desta forma teremos a certeza de que se a vela fechar
como uma vela branca muito longa, noutro país verão o
mesmo, e a análise que fizermos a um gráfico que será
assim mais universalmente válida, e terá também mais
probabilidades de nos ajudar a prever movimentos
futuros de preços.
Mas há outra coisa que não nos podemos esquecer, que
é o de como foi falado algumas frases atrás, as
corretoras de
Forex,
criarem as suas próprias velas
baseadas nos seus horários e nos seus sistemas.
Assim, uma vela horária pode fechar num valor de
1.2000 e outra na mesma cidade e numa corretora que
se situa cem metros ao lado ter uma vela horária que
feche no valor de 1.2002 e outra fechar a 1.1998, etc.
Isto acontece porque, não só corretoras com servidores
de certas plataformas podem ter horários diferentes, e
basta um décimo de segundo de atraso para os preços
mexerem nos exemplos dados dois ou três ou mais
pips
em
Forex,
como também pode haver um atraso na
chegada de dados às diferentes corretoras por vezes ou
até falhas de comunicação, que farão com que tenham
dados diferentes.
Existem até corretoras que decidem incorporar os
valores dos seus
spreads
nos valores das suas velas,
alterando-as assim em relação a corretoras que não o
fazem, e assim até os próprios valores de Máximo e
Mínimo de velas de certas corretoras poderão ser
alterados.
Desta forma, em
Forex,
as corretoras não terão os
históricos de cotações 100% iguais, tendo assim
discrepâncias, o que pode fazer com que o mesmo
sistema de
trading
mecânico dê mais lucro num
histórico de uma corretora do que noutro de outra, e
poderá também fazer com que um utilizador de uma
corretora esteja a ver um padrão de
Morning
Star
enquanto que outro esteja a ver um padrão de
Morning
www.LivroDaBolsa.com
Pág.
561
NOTA:
Outro factor a ter sempre
em conta no
Forex
e que
nos obriga a dar alguma
tolerância de erro na
detecção de padrões ou
mesmo estudos de linhas
e outros indicadores, é o
de que as corretoras, ao
criarem as velas com os
seus sistemas, podem ter
valores que diferem entre
si, mesmo em velas tão
pequenas quanto velas de
um minuto, e ainda mais
nas superiores. Assim, é
normal termos uma
cotação de 1.2000 numa
vela de um minuto numa
corretora, e 1.1998
noutra, e por exemplo
1.2002 noutra. Por vezes
bastam atrasos de
centésimos de segundo
nos sistemas dessas
corretoras para
permitirem essas
discrepâncias de preços,
ou devido a problemas de
comunicação, entre
outros. Como se não
bastasse, há também
corretoras que
incorporam os valores
dos seus
spreads
nas
próprias cotações,
alterando assim ainda
mais os valores das
mesmas. Assim, é normal
existirem diferenças de
cotação até em velas de
um minuto, pelo que
devemos ser tolerantes
em relação a padrões e
estudos, e assim
devemos pensar que não
serão dois ou três
pips
a
mais ou a menos que nos
estragarão um padrão ou
estudo de linhas.
Nota: Estas páginas poderão conter alguns erros de escrita devido à conversão automatizada para HTML, bem
como perda de qualidade das imagens, mas poderá ver a versão correcta e mais legível na versão PDF do livro.
Estas páginas em versão HTML não foram também preparadas para serem abertas no navegador IE.

Livro da Bolsa