Livro da Bolsa

IV – Linhas de Tendência - Como Desenhar Uma Linha de Tendência
Índice   •   Anterior   •   356 - 357 - 358 - 359 - 360 - 361 - 362 - 363 - 364 - 365 - 366 - 367 - 368 - 369 -    •   Seguinte
interagindo sempre com os preços muitas vezes sendo
bastante importantes às nossas análises técnicas.
Aqui neste exemplo podemos ver como uma linha de
tendência alterna entre o seu papel de suporte e
resistência:
Na imagem acima, começaríamos a longo prazo, como é
lógico, por unir um primeiro ponto de teste num dado
mínimo de uma vela e onda em inícios do ano de 2002,
a outro ponto de teste que se seguia.
Com isto tivemos a nossa primeira tentativa de
desenhar uma linha de tendência executada.
Se virmos bem, essa linha ficou logo bem definida à
partida com dois pontos onde os preços tocaram e
ressaltaram, voltando a subir, sendo por isso um
suporte possivelmente forte.
Faltava-nos apenas uma confirmação forte dessa linha
de tendência.
Alguns meses depois, acabamos por ver essa
confirmação aparecer, quando os preços, perto de
Outubro de 2002, ao tocarem nessa linha de tendência
por nós desenhada, acabam por voltar a subir criando
mais uma onda.
www.LivroDaBolsa.com
Pág.
362
NOTA:
É comum, como se pode
ver pelo exemplo à
direita, existirem linhas
de tendência que
alternam no mesmo
gráfico entre papeis de
Suporte e Resistência
variadas vezes, sendo
sempre úteis de alguma
forma, mesmo que em
papeis por vezes
inversos, até ao seu fim
de vida útil.
Nota: Estas páginas poderão conter alguns erros de escrita devido à conversão automatizada para HTML, bem
como perda de qualidade das imagens, mas poderá ver a versão correcta e mais legível na versão PDF do livro.
Estas páginas em versão HTML não foram também preparadas para serem abertas no navegador IE.

Livro da Bolsa