Livro da Bolsa

IV – Linhas de Tendência - Como Desenhar Uma Linha de Tendência
Índice   •   Anterior   •   357 - 358 - 359 - 360 - 361 - 362 - 363 - 364 - 365 - 366 - 367 - 368 - 369 - 370 -    •   Seguinte
Com essa reacção à nossa linha de tendência tivemos a
nossa confirmação de que a mesma seria válida e que
nos poderia ajudar no futuro.
Poucas semanas depois, voltámos a ter outro teste a
essa linha, quando os preços ao tocarem nela, voltaram
a subir com força.
Só por volta de Março de 2003 é que os preços se
aproximam um pouco dela, acabando por voltar a subir
com bastante força sem sequer tocar nela, não tendo
por isso tocado na linha os preços.
Chegando a cerca de Setembro de 2003, temos
finalmente um outro teste à nossa linha de tendência,
bastante importante, em que vemos que a mesma é
penetrada pelos preços, mas vendo logo de imediato
uma reacção forte a ela, iniciando-se uma subida que
levou os preços a uma nova onda de subida, tendo
assim o nosso suporte tido o seu efeito desejado por
nós nos preços.
Contudo, um
trader
prevenido, vendo esta penetração
da nossa linha de tendência pelos preços, acaba por
desenhar uma nova linha de tendência:
Agora, para quê apagar a linha de tendência anterior.
www.LivroDaBolsa.com
Pág.
363
Nota: Estas páginas poderão conter alguns erros de escrita devido à conversão automatizada para HTML, bem
como perda de qualidade das imagens, mas poderá ver a versão correcta e mais legível na versão PDF do livro.
Estas páginas em versão HTML não foram também preparadas para serem abertas no navegador IE.

Livro da Bolsa