Livro da Bolsa

III – Suportes e Resistências - Os Suportes e Resistências e os Traders
Índice   •   Anterior   •   240 - 241 - 242 - 243 - 244 - 245 - 246 - 247 - 248 - 249 - 250 - 251 - 252 - 253   •   Seguinte
até
ver se a consegue passar ou inverte, que os preços
acabam mesmo por não vencer essas barreiras.
Se tomarmos como exemplo uma resistência forte, que
os
traders
saibam que por norma os preços não a
consigam romper, se eles sempre que os preços se
aproximam de lá, fecham as suas posições longas, ou
seja vendendo os seus activos financeiros, estarão a
pressionar no sentido da queda dos preços esses
mesmos activos.
Logo, o simples facto dos
traders
poderem sair do
mercado perto desses níveis para saber se o mercado
continuará com força ou sem ela, está a contribuir para
que o mercado não consiga passar essa mesma
barreira.
Por isso é que grande parte do poder que leva ao bom
funcionamento dos suportes e resistências é psicológico,
dependendo do que os
traders
pensem e façam face a
esses mesmos suportes e resistências.
Já foi dito que um
trader
pode abandonar a sua posição
longa na proximidade de uma resistência.
Também já foi dito que esse mesmo
trader
poderá
retomar a sua posição longa após o rompimento de uma
resistência, na expectativa de continuar os seus lucros
com as subidas de preços.
Já foi dito também que os
traders
após o rompimento
de uma resistência podem entrar em força, por vezes
com muita força mesmo.
Vamos agora estudar um caso de uma acção
portuguesa, a
Pararede
(de símbolo
PAD
), onde
podemos ver que após um muito longo movimento de
tendência lateral de preços, e de uma calmia bastante
longa, que o simples rompimento com força de uma
resistência há muito funcional (em parte também por
alguma inércia dos preços), levou bastantes
traders
a
www.LivroDaBolsa.com
Pág.
249
NOTA:
É no fundo devido ao
facto de os
traders
ao
depararem-se com os
preços de um activo
financeiro
se
aproximarem de
resistências importantes
saírem do mercado
fechando posições, que
muitas vezes os preços
face a essas resistências
acabem por cair sob a
força dos
bears
, ou ficar
bastante tempo perto
dela sem a romper. No
fundo é algo psicológico
que provoca este tipo de
comportamento.
Nota: Estas páginas poderão conter alguns erros de escrita devido à conversão automatizada para HTML, bem
como perda de qualidade das imagens, mas poderá ver a versão correcta e mais legível na versão PDF do livro.
Estas páginas em versão HTML não foram também preparadas para serem abertas no navegador IE.

Livro da Bolsa