Livro da Bolsa

III – Suportes e Resistências - Os Suportes e Resistências e os Traders
Índice   •   Anterior   •   240 - 241 - 242 - 243 - 244 - 245 - 246 - 247 - 248 - 249 - 250 - 251 - 252 - 253   •   Seguinte
Mesmo assim ainda foram precisos vários anos para que
o índice rompesse essa resistência forte dos 1.000
pontos com força suficiente, como iremos ver a seguir.
Vejamos um gráfico do índice
Dow Jones Industrial
Average
nos anos em que fechou pela primeira vez
acima dos 1.000 pontos:
Como vemos aqui os 1.000 pontos, mesmo após os
preços terem fechado acima deles pela primeira vez em
1972, continuaram a oferecer uma resistência bastante
forte até perto de 1982/1983, quando rompeu
finalmente com força essa resistência.
Podemos reparar também numa linha de suporte
horizontal desenhada nos 740 de valor, sendo esse um
nível que como podemos ver serviu de suporte várias
vezes, andando numa tendência lateral bem visível até
ser ultrapassada finalmente a barreira dos 1.000 pontos
de resistência, que após várias tentativas, acabou por
se tornar um suporte forte o suficiente para apoiar uma
nova subida com bastante força.
Durante muito tempo, os investidores não esperavam
que o índice passasse tão facilmente um dia a enorme
barreira dos 1.000 pontos, e havia sempre aquela
expectativa do índice embater nessa barreira e cair com
força sempre que lá chegasse.
www.LivroDaBolsa.com
Pág.
244
Nota: Estas páginas poderão conter alguns erros de escrita devido à conversão automatizada para HTML, bem
como perda de qualidade das imagens, mas poderá ver a versão correcta e mais legível na versão PDF do livro.
Estas páginas em versão HTML não foram também preparadas para serem abertas no navegador IE.

Livro da Bolsa