Livro da Bolsa

IV – Linhas de Tendência - Como Desenhar Uma Linha de Tendência
Índice   •   Anterior   •   340 - 341 - 342 - 343 - 344 - 345 - 346 - 347 - 348 - 349 - 350 - 351 - 352 - 353 -    •   Seguinte
foi exposto acima, onde esta linha serviu de suporte por
diversas vezes e fornecendo muito bons pontos de
entrada para os
bulls
do mercado.
Como
conclusão deste gráfico, podemos ter que dois
pontos de teste podem ser dados como uma tentativa
inválida num dado momento, como no exemplo acima
que acabaram os preços por ir abaixo dos 1,1000 de
preço e assim invalidando a tentativa inicial, mas
também que convém sempre ao
trader
ir vendo sempre
no dia a dia, se essas tentativas falhadas acabam por se
tornar em linhas de tendência válidas no futuro,
confirmadas com o aparecimento de mais pontos
posteriormente que confirmem essa linha inicial.
Se estivermos numa tendência de descida, será
visualmente o inverso, mas mantendo-se igual o
método de se achar a linha de tendência:
Como podemos ver, temos uma descida de preços, e
unindo dois topos dessas duas primeiras ondas,
tentamos encontrar uma confirmação num terceiro topo
de onda, e assim ter uma linha de tendência que nos
poderá indicar no futuro em que níveis os preços irão
inverter os movimentos de subida e recomeçar as
quedas, no famoso
zig-zag
que vimos ser comum
.
www.LivroDaBolsa.com
Pág.
346
NOTA:
Nunca é demais
relembrar que, uma
L.T.
que é inicialmente dada
como invalidada, deverá
ser mantida no gráfico,
porque nem que seja
meses mais tarde, poderá
vir a ser confirmada e até
tornada numa
L.T.
muito
importante que possa até
durar anos como válida e
útil na previsão de
preços.
Nota: Estas páginas poderão conter alguns erros de escrita devido à conversão automatizada para HTML, bem
como perda de qualidade das imagens, mas poderá ver a versão correcta e mais legível na versão PDF do livro.
Estas páginas em versão HTML não foram também preparadas para serem abertas no navegador IE.

Livro da Bolsa